Pulpería Quilapán

Entrar na Pulpería Quilapán é como retroceder no tempo. As paredes mais antigas datam de 1720, quando o Bairro de San Telmo era a periferia de Buenos Aires. A velha cisterna de 1860 ainda armazena água de chuva para ser usada nos banheiros e irrigação dos jardins. Tijolos à vista e pisos originais dividem espaço com milhares de antiguidades e relíquias que contam a história da Argentina com muito bom gosto. Ou seja, mais que um bar e restaurante, a Pulpería Quilapán é um museu cuidadosamente construído e mantido pelo casal de europeus Grégore Fabre e Tatiana Michalski.

Em um de seus salões, a Pulpería abriga um armazém com mais de 250 produtos, entre vinhos, licores regionais, cervejas artesanais, queijos e embutidos feitos por produtores locais. E, no cardápio, o melhor da cozinha criolla. Não deixe de experimentar tábuas com queijos e frios típicos e, principalmente, os deliciosos guisados da casa.

Nós provamos o Guiso Carbonada com carne de boi, abóbora, batatas, cenoura e milho. O nome do prato é uma curiosidade à parte: o cozimento da iguaria é bastante longo, porque a preparação permanece no fogo até que toda a lenha se carbonize. E aí sim “habemus carbonada!”. Quem tem o estômago mais forte também vai adorar o Guizo del Cazador, feito com carnes de javali e de porco, lentilhas, linguiça, verduras e um toque de alecrim.

Anúncios

Um comentário sobre “Pulpería Quilapán

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s