Ruínas de Quilmes

Muros, terraços e fortalezas construídos no século IX ainda estão de pé no Norte da Argentina para atestar a organização e forma de viver dos índios da tribo Quilmes.

Quilmes22092017weil115.JPG

As ruínas do assentamento indígena que chegou a ter 7 mil habitantes no seu auge, nos idos de 1800, são impressionantes e dão pistas sobre o desenvolvimento social e econômico desse povo que sofreu ferozes ataques ao longo da história até ser praticamente dizimado. As primeiras investidas foram feitas pelos incas, que vinham do Peru e da Bolívia para impor seus sistemas de produção. E, em seguida, vieram os colonizadores espanhóis que guerrearam durante décadas contra os índios. Derrotados, os quilmes foram brutalmente punidos pelos europeus com uma marcha forçada de 1.500 quilômetros, até Buenos Aires. Sem comida e sem água, a maioria absoluta não sobreviveu.

Anúncios

Um comentário sobre “Ruínas de Quilmes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s