A Casa Nômade no Peru

Machu Picchu é tão clássico e óbvio que dispensa narrativas e outras histórias que possam ir além da rica cultura inca. Uma foto basta para resumir a beleza deste cartão-postal reconhecido como Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

machupicchu-2011-weil250-TR.JPG

Já Cusco, a capital do Império Inca, merece delongas. E nessas delongas vamos nos abster de falar da magia que envolve a cidade que viu palácios, templos e construções sagradas para os povos indígenas darem lugar ao poderio dos conquistadores espanhóis, com suas catedrais e um imponente casario colonial.

Você está achando este desafio impossível? Então prepare-se para conhecer a esplendorosa natureza que rodeia Cusco. Vamos começar nosso passeio pelo Cerro de Siete Colores (Rainbow Mountain). Já imaginou caminhar sobre um arco-íris? Sim! Isso é possível em um paraíso natural a menos de duas horas de Cusco. A oxidação dos minerais presentes no solo colore as montanhas com um interessante degradê, que vai do verde ao mais intenso vermelho.

Cerro Sete Combapata02042018 038.JPG

Fizemos o passeio com a agência Conde Travel, que oferece um diferencial a seus turistas. Em vez de nos levar ao tradicional ponto de acesso ao Cerro de Siete Colores (onde há cerca de 400 visitantes por dia), a Conde Travel nos levou a um mirante alternativo, na cidade de Combapata. Praticamente sozinhos, tivemos a chance de caminharmos por quase duas horas nas montanhas e nos deslumbrarmos com as vistas espetaculares em cada mirante! Simplesmente imperdível!

No dia seguinte, a Conde Travel nos surpreendeu com outra maravilha típica da Cordilheira dos Andes. Três horas ao norte de Cusco, em Mollepata, está a Laguna Humantay, com águas azuis cristalinas rodeadas por picos nevados. Maravilhoso! E tão lindo quanto a lagoa é a caminhada pelo vale para chegar até o topo. São 2,5 quilômetros bastante íngremes a uma altitude de mais de 4.500 metros. O ar é rarefeito, vão faltar oxigênio e pique, mas não vale desanimar. Todo o esforço será recompensado! Mas quem não tiver preparo ou disposição para o desafio, é só alugar um cavalo e curtir a subida de uma maneira bem light.

Lago Humantay03042018 170.JPG

De volta a Cusco, é hora de recuperar todas as calorias em grande estilo. Que tal começar pelo Le Soleil, eleito o melhor restaurante do Peru e o 12º melhor do mundo pelo TripAdvisor? Único estabelecimento de comida gourmet francesa tradicional do Peru, o Le Soleil te transporta a Paris ao servir escargot ao molho de manteiga e alho com um incrível pão artesanal; pato ao molho de laranja; filé mignon com foie gras e purê de vegetais; creme brulle e petit gateau de chocolate.

O charme do Le Soleil fica completo com o ambiente cuidadosamente decorado com ícones da cultura parisiense e a música francesa ambiente. E cada detalhe é acompanhado de perto pelo simpático proprietário Arthur Marcinkiewicz, um francês que se apaixonou por Cusco em 2008, em uma visita como turista, e desde 2011 comanda o restaurante mais requintado da cidade.

Mas a rica culinária peruana não pode ficar fora do roteiro. A Casa Nômade tem duas sugestões para você provar os melhores ingredientes regionais com sofisticação e elegância:

– Cicciolina: num casarão colonial, o chef Luis Alberto Sacilotto faz, há 14 anos, uma interessante fusão das culinárias mediterrânea, asiática e peruana. Provamos carpaccio de alpaca com chips de batatas andinas e chips de beterraba; o incrível “Arroz Caldoso Huerto, Mar y Sierra”, que reúne mariscos, vegetais e o tradicional cuy (porquinho da índia) em um único prato; e um tenro ossobuco cozido a baixa temperatura por 24 horas em molho de cerveja preta e cebolas caramelizadas e servido com raviólis de abóbora, queijo e nozes.

– Chicha: o famoso chef peruano Gastón Acurio ousa em pratos lindos e deliciosos! Recomendamos empanadas e carpaccio de alpaca de entrada e um “Kapchi de Habas” (filé de alpaca servido com um guisado de batatas andinas, fungos e vegetais) como prato principal. As sobremesas e coquetéis são a grande surpresa da casa. E não deixe de provar uma mousse frita de coca servida com creme de baunilha e sorvete de quinoa de comer ajoelhados.

Depois de tantas maravilhas naturais e banquetes, Cusco ainda reserva ótimas opções de hospedagem aos visitantes. O mais interessante hotel da cidade é o Hotel La Lune One Suíte, que como o próprio nome diz tem uma única suíte: ou seja, sinônimo de exclusividade e atendimento personalizado. No quarto amplo e bem decorado, o hóspede conta com uma deliciosa jacuzzi, sala de massagens, lareira e uma sala para saborear o café da manhã (sem horário pré-definido) – tudo incluído na diária de 550 doláres.

Mas o Peru não se resume a Cusco.

A charmosa cidade de Arequipa com os condores fazendo voos rasantes no Vale del Colca é imprescindível em um bom roteiro de viagem, assim como as míticas Linhas de Nazca, o Lago Titicaca e a Ilha Flutuante dos Uros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s